Quinta-feira, 12 de Abril de 2007
Fernão Capelo Gaivota



(...)

Amanhecia um novo dia de trabalho.

Mas lá ao fundo, sozinho, longe do barco e da costa, Fernão Capelo Gaivota treinava. A trinta metros da superfície azul brilhante, baixou os seus pés com membranas, levantou o bico e tentou a todo o custo manter as suas asas numa dolorosa curva. A curva fazia com que voasse devagar, e então a sua velocidade diminuiu até que o vento não fosse mais que um ligeiro sopro, e o oceano como que tivesse parado, abaixo dele. Cerrou os olhos para se concentrar melhor, susteve a respiração e forçou ... só ... mais ... um ... centímetro ... de ... curva ... Mas as penas levantaram-se em turbilhão, atrapalhou-se e caiu.

Como se sabe, as gaivotas nunca se atrapalham, nunca caem. Atrapalhar-se no ar é para elas desgraça e desonra.

Mas Fernão Capelo Gaivota - sem se envergonhar, abrindo outra vez as asas naquela trémula e difícil curva, parando, parando ... e atrapalhando-se outra vez! - não era um pássaro vulgar.

A maior parte das gaivotas não se preocupa em aprender mais do que os simples factos do voo - como ir da costa à comida e voltar. Para a maioria, o importante não é voar, mas comer. Para esta gaivota, contudo, o importante não era comer, mas voar. Antes de tudo o mais, Fernão Capelo Gaivota adorava voar ..."

Do livro "Fernão Capelo Gaivota" de Richard Bach



Este livro traz-me muitas recordações. Foi através dele que nos aproximamos, irmanamo-nos e casamos... e, curioso, a nossa filha gostou, também, do livro, do filme e das mensagens deste livro e dos livros de Richard Bach.

"Há sempre uma razão para viver.
Podemos elevar-nos acima da nossa ignorância, podemos olhar o nosso reflexo como o de criaturas feitas de perfeição, inteligência e talento.
Podemos ser livres!
Podemos aprender a voar!"

(Fernão Capelo Gaivota)





sinto-me: Feliz recordando tempos lindos
música: Vide este vídeo, sobre o tema "Be"
publicado por zeca maneca às 12:45
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Maria Mamede a 13 de Abril de 2007 às 07:57
Bom dia minha querida!
Que lindo este post e que verdade o comentário, para além do texto do livro!
Que beles recordações.

Beijos para os 4 e parabéns!!!

Maria Mamede
De M.F. a 17 de Abril de 2007 às 00:23
e..."O trunfo consistia em tomar consciência de que a sua verdadeira natureza vivia, tão perfeita como um número por escrever, em todo o lado e ao mesmo tempo através do espaço e do tempo".
O que é preciso é acreditar!
Não há longe nem distância para o amor!
O filme é sublime!
Adorei, adorei, amigos!
Nunca se esqueçam de voar...
Bjis
De Cristina Gomes a 11 de Junho de 2007 às 14:27
Hoje resolvi fazer uma pesquisa no google por Fernão capelo gaivota". Se me perguntarem porquê não sei dizer, mas como nada acontece por acaso, mentalmente revivi o primeiro livro que li na minha vida, na altura fui obrigada porque fazia parte do Curriculum escolar (7º ou 8º ano, acho) e só sei que na altura não percebi nada do livro. Hoje que o consigo compreender era importante que continuasse a fazer parte desse Curriculum, mas parece que não. Até porque as raízes portuguesas não são viradas para as atitudes de Fernão Capelo Gaivota, são mais de Avestruz.
Que o dia cheia cheia cheio de luz e energia positiva. Cristina

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Depois de Férias

. Até um dia destes...

. Uma vida sempre a correr....

. Um soneto de Florbela Esp...

. DIA DA MÃE

. Uma viagem virtual por Ti...

. Páscoa...

. Neste dia, aquele abraço!

. O último poema de Victor ...

. Soneto

.arquivos

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO
.subscrever feeds