Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2006
A Noite de Poesia na Quinta da Bonjoia - Porto

Bonjoia 22.jpg
Maria Mamede declamando poemas da sua autoria, acompanhada por Carlos Andrade


Em 16 de Fevereiro os Serões da Bonjóia tiveram um momento diferente: uma Noite de Poesia e Música com Maria Mamede e Amigos.
E estiveram, realmente muitos amigos.

No público que encheu o salão da Quinta da Bonjóia e no palco improvisado onde, pela "batuta" de Fernando Peixoto, que foi o "mestre de cerimónias", a poetisa interpretou poemas seus (alguns inéditos).

Carlos Andrade e os "Sons do Vento" (neste caso só a voz do Bruno Pedro se fez ouvir, pois a Ivone, a braços com uma faringite, mesmo assim não quiz deixar de marcar a sua presença) interpretaram poemas da Mamede musicados por eles próprios.


Virgílio Oliveira interpretou "Quén me dera en Lobeira" (poema tradicional musicado e cantado por Amancio Prada).

"Oh largo eu vexo a ria...", com letra e música da Maria Mamede (o poema tem versos em galego e português), que foi declamado pela poetisa, cantado por Vírgílio Oliveira acompanhado por Carlos Andrade.


Bonjoia 33.jpg
O sentimento na poesia da Maria Mamede, sentido por ela mesma.


As palavras emocionadas do Prof. Mota Cardoso traduziram o sentir de todos os presentes, encerrando assim uma noite de Poesia e Música que marcou mais um belo momento nas habituais Quintas-feiras na Quinta da Bonjóia.


José Gomes


 


--------

publicado por zeca maneca às 15:37
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Anónimo a 21 de Fevereiro de 2006 às 20:44
Interessantes esses vossos encontros de poesia. Pena eu estar tão longe!NOKINHAS
</a>
(mailto:nokinhas@gmail.com)
De Anónimo a 20 de Fevereiro de 2006 às 18:54
Foi, de facto, uma noite em que se provou definitivamente (para quem ainda tivesse dúvidas!) que a poesia da nossa Maria Mamede é realmente de grande qualidade e nem precisava de «mestre de cerimónias»!
Um abraço, Zé, e um beijo à Maria MamedeFernando Peixoto
</a>
(mailto:fernandopeixoto@sapo.pt)
De Anónimo a 20 de Fevereiro de 2006 às 18:27
Olá Zeca!
Muito obrigada...
Está tudo muito bem, preciso e conciso.
Gostei das fotografias, apesar de eu parecer que apanhei a "touca"!
Um beijo da
Maria MamedeMaria mamede
(http://www.noceuenaterra.blogspot.com)
(mailto:maria.mamede@hotmail.com)
De Anónimo a 20 de Fevereiro de 2006 às 16:04
E que continuem por muito mais tempo:) beijoswind
(http://wind9.blogspot.com)
(mailto:sagit_126@hotmail.com)

Comentar post

.mais sobre mim
.pesquisar
 
.Agosto 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
.posts recentes

. Depois de Férias

. Até um dia destes...

. Uma vida sempre a correr....

. Um soneto de Florbela Esp...

. DIA DA MÃE

. Uma viagem virtual por Ti...

. Páscoa...

. Neste dia, aquele abraço!

. O último poema de Victor ...

. Soneto

.arquivos

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

.tags

. todas as tags

blogs SAPO
.subscrever feeds